domingo, 31 de janeiro de 2021

ACOPIARA: POSTO DE COMBUSTÍVEIS VIRA ALVO DE ASSALTANTES


Em pouco mais de um mês, o Posto de Combustíveis Ipiranga, localizado na CE-060, próximo à Cerâmica Rufino, virou alvo de assaltantes em duas ocasiões.

Na primeira, foram dois homens em uma motocicleta e com arma de fogo, assaltaram o Posto. Neste caso, foram presos.

Já na noite deste sábado (30), um homem armado de faca rendeu um dos frentista e levou todo o dinheiro do mesmo, fugindo em seguida.

Por várias vezes, esse mesmo Posto já foi assaltado, mostrando ser um alvo preferencial para os "meliantes. 

É bom destacar que o Posto fica localizado próximo da Base do BPRaio e da Delegacia.

Deputados se reúnem, na segunda-feira, para definir novo presidente da Câmara para os próximos dois anos


Na segunda-feira (1°), os 513 deputados se no reúnem para definir quem será o novo presidente da Câmara dos Deputados para os próximos dois anos. A eleição para suceder o atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ), está prevista para iniciar as 19h. O pleito será presencial e o voto é secreto. Na ocasião, também serão escolhidos os demais ocupantes da Mesa Diretora: dois vice-presidentes, quatro secretários e os respectivos suplentes.

Até o momento, nove deputados concorrem ao cargo, dois concorrendo por blocos partidários, dois candidatos de partidos e cinco candidaturas avulsas. Novas candidaturas podem ser apresentadas até o dia da eleição.

Pelo regimento da Câmara, será eleito em primeiro turno, o deputado que conseguir a maioria absoluta dos votos, isto é, 257, dos 513 deputados.

Caso isso não ocorra, os dois mais votados disputam o segundo turno para a presidência. Vence a disputa quem obtiver a maioria simples dos votos.

Na ocasião, também haverá a escolha dos cargos da Mesa Diretora da Câmara, conforme o critério de proporcionalidade partidária. Pelo regimento, os cargos são distribuídos aos partidos na proporção do número de integrantes dos blocos partidários.

A Mesa é composta pelo presidente, dois vice-presidentes, quatro secretários e seus suplentes. Os votos para os cargos da Mesa só são apurados depois que for escolhido o presidente.

Conforme o Regimento Interno, a eleição dos membros da Mesa ocorre em votação secreta e pelo sistema eletrônico, exigindo-se maioria absoluta de votos no primeiro turno e maioria simples no segundo turno.

Candidaturas

A disputa está polarizada entre as candidaturas dos deputados Arthur Lira (PP-AL) e Baleia Rossi (MDB-SP). Com o apoio de 11 (PP, PL, PSL, Pros, PSC, Republicanos, Avante, Patriota, PSD, PTB e Podemos) partidos, Lira, foi o primeiro parlamentar a se lançar na disputa. O deputado também conta com o apoio do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Já Rossi conta com o apoio do atual presidente da Casa e também de 11 legendas (MDB, DEM, PSDB, PT, PDT, Solidariedade, Cidadania, PV, PCdoB, Rede e PSB).

Os deputados Luiza Erundina (PSOL-SP) e Marcel Van Hatten (Novo-RS) disputam a presidência da Casa por indicação de seus respectivos partidos. Já os deputados Alexandre Frota (PSDB-SP), André Janones (Avante-MG), Capitão Augusto (PL-SP), Fábio Ramalho (MDB-MG) e General Peternelli (PSL-SP) disputam a vaga de maneira avulsa.

Após a escolha da nova mesa diretora, no dia 3 de fevereiro, o Congresso Nacional (deputados e senadores) se reúne para a solenidade de Abertura dos Trabalhos Legislativos, que acontece todo ano. Nessa cerimônia serão apresentadas as mensagens dos chefes dos Três Poderes falando sobre as prioridades para 2021.

Confira quem são os candidatos à presidência da Câmara:

Arthur Lira (PP-AL): natural de Maceió (AL), advogado e agropecuarista. Está em seu terceiro mandato como deputado Federal. Antes exerceu os cargos de deputado estadual (AL) e vereador, em Maceió. Atualmente é o líder do PP na Câmara.

Alexandre Frota (PSDB-SP): natural do Rio de Janeiro, ator. Está em seu primeiro mandato como deputado federal.

André Janones (Avante-MG): natural de Ituiutaba (MG), advogado. Está em seu primeiro mandato como deputado federal.

Baleia Rossi (MDB-SP): natural de São Paulo (SP), empresário. Eleito vereador em Ribeiro Preto (SP), em 1992, ocupando o cargo por mais duas vezes. Foi deputado estadual em São Paulo por três mandatos e agora está no segundo mandato como deputado federal. É o presidente nacional do MDB e também o líder do partido na Câmara.

Capitão Augusto (PL-SP): natural de Ourinhos (SP), policial militar. Está em seu segundo mandato como deputado federal.

Fábio Ramalho (MDB-MG): natural de Brasília, empresário. Está em seu quarto mandato como deputado federal.

General Peternelli (PSL-SP): natural de Ribeirão Preto (SP), militar. Está em seu primeiro mandato como deputado federal.

Luiza Erundina (PSOL-SP): natural de Uiraúna (PB), assistente social. Foi a primeira mulher a ser eleita prefeita de São Paulo e está no seu sexto mandato como deputada federal.

Marcel Van Hatten (Novo-RS): natural de São Leopoldo, cientista político. Já exerceu os cargos de vereador no município de Dois Irmãos e também de deputado estadual no Rio Grande do Sul. Está em seu primeiro mandato como deputado federal.

Informações Agência Brasil

Título da Libertadores vale ao Palmeiras R$ 94 milhões em premiações


O gol de Breno Lopes nos acréscimos da final da Copa Libertadores valeu ao Palmeiras quase R$ 100 milhões em premiação. O lance que confirmou o título na competição continental neste sábado, diante do Santos, garantiu ao clube duas recompensas financeiras. A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) vai pagar US$ 15 milhões (R$ 81,94 milhões) e a patrocinadora Crefisa repassará R$ 12 milhões.

O valor das duas premiações pelo título chega em ótima hora para o clube. O impacto da pandemia do coronavírus tem feito a temporada ser muito ruim no aspecto financeiro. O Palmeiras registrou até novembro um déficit operacional de R$ 135 milhões. Grande parte do prejuízo se dá pelo fato de as partidas serem disputadas com os portões fechados e sem o recebimento de recursos com bilheteria.

O valor pago pela Conmebol é o maior já entregue a um campeão de Libertadores. A entidade paga bônus de acordo com fases alcançadas na competição e embora somente a final já represente quase a grande parcela desse montante, a campanha palmeirense rendeu ainda muito mais. O time somou em premiações acumuladas R$ 122 milhões desde a estreia em março, na fase de grupos.

Os R$ 12 milhões da Crefisa são um bônus previsto no contrato da patrocinadora com o clube. Para cada torneio disputado, já há um valor acertado como recompensa. Pelo título do Campeonato Paulista em agosto, o Palmeiras embolsou R$ 4 milhões de recompensa da patrocinadora. O valor pago pela Federação Paulista de Futebol (FPF) foi de R$ 5 milhões na ocasião.

"Aconteça o que acontecer, ficaremos na história ou seremos eternos. Gravamos e conseguimos a glória eterna porque é algo muito poderoso e aconteça o que acontecer no futuro vão ter que levar comigo", disse o técnico Abel Ferreira após a vitória por 1 a 0 sobre o Santos. "Carimbamos uma história tão linda de um clube tão grande. Hoje entro de vez na história do clube, como um dos grandes ídolos", afirmou o volante Felipe Melo à Fox Sports.

A temporada de premiações e títulos ainda não terminou. A equipe está na final de um torneio bastante rentável: a Copa do Brasil. Diante do Grêmio, o Palmeiras decidirá o título em breve e poderá receber da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) mais uma grande recompensa. O valor entregue ao campeão é de R$ 72,8 milhões.

Informações Notícias ao Minuto

Vítimas de acidentes de trânsito podem dar entrada no pedido de indenização por meio de aplicativo


A Caixa lançou neste domingo (31), um aplicativo para ampliar e facilitar o acesso ao DPVAT. Por meio da plataforma, vítimas de acidentes de trânsito ou seus beneficiários poderão dar entrada no pedido de indenização por morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médicas diretamente à Caixa. Assim, o atendimento às solicitações de indenização do DPVAT passa a ser 100% digital.

O aplicativo estará disponível gradativamente nas lojas de aplicativos a partir do dia 31 de janeiro, com o nome “DPVAT CAIXA”. O app permite o envio de documentos e o acompanhamento da solicitação de indenização.

Após fazer o download, o usuário deve se cadastrar. Caso já tenha cadastro em outros apps da Caixa, como Habitação, FGTS e Caixa Tem, a senha de acesso é a mesma. Ao clicar em “Quero solicitar minha indenização DPVAT”, o usuário deverá informar os dados do acidente, preencher os dados da vítima e enviar a documentação necessária.

Pelo aplicativo também será possível acompanhar o andamento do processo. No campo “Acompanhar minha solicitação”, os usuários poderão verificar, por exemplo, a existência de documentos pendentes e a liberação do pagamento da indenização, se for o caso.

O acesso ao DPVAT é gratuito. Para todos os tipos de indenização, alguns documentos são obrigatórios, como RG, comprovante de residência e o boletim de ocorrência do acidente, além de documentos específicos, como laudos e comprovantes de despesas médicas. A lista completa com os documentos requeridos está disponível no site www.caixa.gov/dpvat.

Com a solicitação aprovada, o pagamento da indenização será feito em até 30 dias em uma Conta Poupança Digital da CAIXA, no CAIXA Tem, em nome da vítima ou dos beneficiários, dependendo do caso.

DPVAT agora é na CAIXA:

A CAIXA assumiu a gestão dos recursos e do pagamento das indenizações do seguro DPVAT dos acidentes com vítimas ocorridos desde 1° de janeiro de 2021. A mudança proporciona eficiência e transparência na gestão dos recursos e rapidez na análise e pagamento das indenizações.

Criado em 1974, o DPVAT indeniza vítimas de acidentes de trânsito, sejam motoristas, passageiros ou pedestres, brasileiros ou estrangeiros, sem apuração de culpa. A indenização é paga em casos de morte, invalidez permanente total ou parcial e para o reembolso de despesas médicas por danos físicos causados por acidentes com veículos automotores de via terrestre ou por suas cargas.

Nos casos de morte, o valor da indenização é de R$ 13.500. Nos casos de invalidez permanente, o valor é de até R$ 13.500, variando conforme a lesão da vítima, com base em tabela prevista na lei. As despesas médicas e hospitalares são reembolsadas em até R$ 2.700, considerando os valores gastos pela vítima em seu tratamento.

Informações Ceará Agora

Greve dos caminhoneiros: cerca de 80% dos trabalhadores confirmam a paralisação para esta segunda-feira


Fevereiro começa com reivindicações: os caminhoneiros planejam uma nova paralisação por tempo indeterminado, começando a partir desta segunda-feira (1). A categoria luta por melhores condições de trabalho, protesta contra o aumento do preço do combustível, o marco regulatório do transporte marítimo (BR do Mar) e cobra direito a aposentadoria especial, entre outras pautas.

A decisão de promover a greve foi tomada no dia 15 de dezembro do ano passado, em assembleia geral extraordinária do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC). O conselho reúne 40 mil caminhoneiros em São Paulo e tem afiliados em outros estados. Mas, como são várias as entidades que representam a categoria, ainda não se sabe que tamanho terá a mobilização.

O presidente do CNTRC, Plínio Dias estima que até 80% dos caminhoneiros poderão aderir à mobilização, que também recebe o apoio da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).

Na semana passada Bolsonaro fez um apelo aos motoristas para que adiassem a greve. Segundo ele, o governo estuda alternativas para reduzir o PIS/Cofins e, por consequência, o preço do diesel. Bolsonaro ressaltou que a saída, no entanto, não será fácil.

Informações Ceará Agora

Policial militar é assassinado a tiros em confronto

Um policial militar lotado no Batalhão de Comando Tático Motorizado (Cotam) foi morto a tiros, na noite desta sexta-feira (29) durante um confronto com criminosos na localidade de Guanacés, em Cascavel, na Grande Fortaleza.

De acordo com uma fonte da PM, suspeitos de participar do confronto foram atingidos por disparos de arma de fogo e ficaram feridos.

Equipes das polícias Civil e Militar assim como uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) foram acionadas para realizar buscas pelos autores do crime na região.

Dupla presa

Dois homens foram presos suspeito de envolvimento na morte do agente. Rosenildo de Carvalho Lima, 44 anos, com antecedentes criminais por roubo e crime contra a administração pública, foi localizado e preso em uma casa. No quintal do imóvel, a pistola que pertencia ao militar, uma quantia em dinheiro e munições foram apreendidas.

O segundo criminoso, identificado como Francisco Diego Batista Pereira, 26 anos, já possuía passagens pela polícia por tráfico de drogas, porte e posse ilegal de arma de fogo, roubo, receptação e posse de drogas. Ele foi atingido por um disparo efetuado pelo policial e foi localizado em uma unidade hospitalar quando buscava atendimento. Ele foi detido e está sob escolta.

Informações G1

Inmet alerta para perigo de chuvas intensas e rajadas de ventos em Acopiara e mais 143 cidades do Ceará


O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de risco de chuvas intensas com rajadas de vento e risco de descargas elétricas para municípios localizados no Litoral-Oeste e regiões Norte e da Ibiapaba. Há probabilidade de que as chuvas alcancem 144 cidades cearenses.

De acordo com o Inmet, o grau de severidade das chuvas está classificado como sendo de “perigo potencial”, podendo causar danos estruturais às cidades atingidas. O boletim do Inmet tem validade até as 10h desta segunda-feira (1º).

Conforme o alerta, as chuvas devem ser registradas de 20 a 30 milímetros, ou até em 50 milímetros ao dia. Também há previsão de ventos intensos de 40 a 60 km/h. Há baixo risco de corte de energia elétrica, de queda de galhos de árvores, de alagamento e de descargas elétricas.

O Inmet orienta ainda que, em caso de rajadas de vento, as pessoas não devem se abrigar debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas. Também é recomendado não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda, bem como evitar usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

Veja a lista das cidades:

Abaiara; Acaraú; Acopiara; Aiuaba; Alcântaras; Altaneira; Alto Santo; Amontada; Antonina do Norte; Apuiarés; Ararendá; Araripe; Aratuba; Arneiroz; Assaré; Aurora; Baixio; Banabuiú; Barbalha; Barro; Barroquinha; Bela Cruz; Boa Viagem; Brejo Santo; Camocim; Campos Sales; Canindé; Capistrano; Caridade; Caririaçu; Cariré; Cariús; Carnaubal; Catarina; Catunda; Cedro; Chaval; Choró; Coreaú; Crateús; Crato; Croatá; Cruz; Deputado Irapuan Pinheiro; Ererê; Farias Brito; Forquilha; Frecheirinha; General Sampaio; Granja; Granjeiro; Graça; Groaíras; Guaraciaba do Norte; Hidrolândia; Ibaretama; Ibiapina; Ibicuitinga; Icó; Iguatu; Independência; Ipaporanga; Ipaumirim; Ipu; Ipueiras; Iracema; Irauçuba; Itapagé; Itapipoca; Itapiúna; Itarema; Itatira; Jaguaretama; Jaguaribara; Jaguaribe; Jardim; Jati; Jijoca de Jericoacoara; Juazeiro do Norte; Jucás; Lavras da Mangabeira; Madalena; Marco; Martinópole; Massapê; Mauriti; Meruoca; Milagres; Milhã; Miraíma; Missão Velha; Mombaça; Monsenhor Tabosa; Morada Nova; Moraújo; Morrinhos; Mucambo; Nova Olinda; Nova Russas; Novo Oriente; Orós; Pacujá; Parambu; Paramoti; Pedra Branca; Penaforte; Pentecoste; Pereiro; Piquet Carneiro; Pires Ferreira; Poranga; Porteiras; Potengi; Potiretama; Quiterianópolis; Quixadá; Quixelô; Quixeramobim; Reriutaba; Saboeiro; Salitre; Santa Quitéria; Santana Do Acaraú; Santana Do Cariri; Senador Pompeu; Senador Sá; Sobral; Solonópole; São Benedito; São João do Jaguaribe; Tamboril; Tarrafas; Tauá; Tejuçuoca; Tianguá; Tururu; Ubajara; Umari; Umirim; Uruburetama; Uruoca; Varjota; Viçosa do Ceará e Várzea Alegre.

Informações G1

Criança era mantida dentro de barril e chegou a se alimentar de fezes


A Polícia Militar de Campinas, no interior de São Paulo, resgatou no final da tarde de hoje uma criança de 11 anos que era mantida por um casal em cárcere privado dentro de um barril, amarrada e com o tampo fechado por uma peça de mármore.

Uma denúncia anônima levou os policiais até o local, um barraco que fica no Jardim Itatiaia, periferia da cidade. Segundo o 2° Sargento Mike Jason, que acompanha a ocorrência, a situação em que o menino foi encontrado era "desoladora".

"Ele disse para mim que chegou a comer fezes, porque não davam comida para ele", disse Mike Jason, 2º sargento que acompanhou o caso.

Segundo a polícia, a criança não é filha biológica do casal.

"O homem disse que uma mulher, usuária de drogas, e com quem ele teve relação, afirmava que o filho era dele. Essa usuária abandonou o menino com ele e a atual companheira", explicou o sargento.

A criança foi levada para o Hospital Ouro Verde, também em Campinas, com quadro de desidratação extrema.

Ao UOL, uma fonte que estava na unidade de saúde quando o caso foi apresentado, relatou que o garoto disse à equipe de enfermagem que os tratamentos eram ainda piores.

"Ele me disse que o homem jogava água sanitária e água fria para dar banho nele", disse um membro da equipe de enfermagem que trata a criança

A tia do garoto também compareceu ao hospital, segundo a fonte ouvida pela reportagem. Ela disse que o menino teria um problema psiquiátrico e que "dava muito trabalho".

O menino foi alimentado e aguarda resultados de exames. A alta só vai acontecer quando ele estiver em um peso considerado ideal.

O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Defesa da Mulher de Campinas. Até a publicação desta reportagem, os suspeitos ainda eram ouvidos. O Conselho Tutelar também foi procurado para comentar o caso, mas ainda não há um posicionamento sobre qual será o destino do garoto.

Informações Uol Notícias

Ceará já vacinou mais de 80 mil pessoas contra Covid-19, aponta consórcio dos veículos de imprensa


O balanço da vacinação contra Covid-19 no Brasil, divulgado neste sábado (30), aponta que o Ceará já aplicou a primeira dose da vacina contra a doença em 81.291 pessoas. Os únicos estados do Nordeste que estão acima do Ceará são Bahia e Pernambuco, com 182.083 e 96.274 respectivamente.

A informação é resultado de uma nova parceria do consórcio de veículos de imprensa, formado por G1, O Globo, Extra, O Estadão de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL.

O número de vacinados no Ceará representa 0,89% da população do estado, de pouco mais de 9,1 milhões de habitantes, segundo estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No país todo, 26 estados e o Distrito Federal superaram a marca de 2 milhões de pessoas vacinadas. Foram 2.002.455 vacinas aplicadas, segundo dados divulgados até as 20h. Foi a primeira vez que Rondônia informou a quantidade de vacinados no balanço que é observado desde o último dia 21.

Vacinados por estado

Total de vacinados, segundo os governos, e o percentual em relação à população do estado, até às 20h do último sábado:

AC: 5.249 (0,59%)
AL: 44.136 (1,32%)
AM: 40.525 (0,96%)
AP: 4.817 (0,56%)
BA: 182.083 (1,22%)
CE: 81.921 (0,89%)
DF: 44.315 (1,45%)
ES: 50.945 (1,25%)
GO: 75.496 (1,06%)
MA: 55.495 (0,78%)
MG: 165.863 (0,78%)
MS: 44.152 (1,57%)
MT: 22.033 (0,62%)
PA: 38.647 (0,44%)
PB: 34.540 (0,86%)
PE: 96.274 (1%)
PI: 30.560 (0,93%)
PR: 134.448 (1,17%)
RJ: 157.075 (0,90%)
RN: 42.393 (1,20%)
RO: 13.888 (0,77%)
RR: 10.715 (1,70%)
RS: 164.640 (1,44%)
SC: 48.733 (0,67%)
SE: 18.957 (0,82%)
SP: 387.561 (0,84%)
TO: 6.994 (0,44%)

Informações G1
 

Laudo sobre as causas do incêndio que atingiu a Arena Castelão deve sair em 10 dias


O laudo técnico sobre o que provocou o incêndio que atingiu parte da Arena Castelão, neste sábado (30), em Fortaleza, deve ficar pronto em até dez dias, informou a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

O período para divulgação da análise pode ser prorrogado em decorrência da complexidade do fato, alertou a Pefoce. Equipes dos núcleos de Perícia Externa (Nupex) e de Perícia em Engenharia Legal e Meio Ambiente (Nupelm) foram destacadas para o local de modo a analisar a área atingida pelas chamas.

No sábado, a Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) informou, em nota, que a provável causa do incêndio foi um curto-circuito. "A área das cabines de rádio está isolada, e o ocorrido será apurado em laudo técnico da Perícia Forense do Ceará", complementou.

O incêndio

O fogo começou na manhã deste sábado em uma das cabines de rádio da Arena Castelão, conforme informações do Tenente Dutra, do Corpo de Bombeiros. As chamas foram completamente controladas às 12h43 e não houve feridos.

Junto dos bombeiros, três equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também acompanharam a ocorrência.

Funcionários que estavam no local realizando os preparativos para a partida entre Floresta e Mirassol, marcada para acontecer na Arena às 16h deste sábado, ainda tentaram apagar as primeiras chamas, mas não conseguiram. O jogo foi remanejado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e aconteceu no Estádio Carlos de Alencar Pinto, o "Vovozão".

Informações Diário do Nordeste

ACOPIARA: VEREADOR DÁRIO FELIPE ATENDE PEDIDO DA POPULAÇÃO DA VILA DE SANTO ANTÔNIO

O vereador Dário Felipe (PTB) atendendo a um pedido da comunidade da Vila de Santo Antônio, conseguiu a substituição de lâmpadas queimadas e reatores em algumas ruas daquela localidade.

Em sua página no facebook, Dário Felipe comentou: "Tenho realizado meu trabalho sempre ouvindo as comunidades, as necessidades do nosso município. Gratidão meu Deus, por me proporcionar momentos como esse."



Policiais militares, civis e bombeiros do Ceará vão ser promovidos em 3 de fevereiro


O governador Camilo Santana agendou para a próxima quarta-feira (3) a publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) da promoção de policiais militares, policiais civis, bombeiros e agentes da Perícia Forense (Pefoce). O anúncio foi feito nesta sexta-feira (29), por meio de live nas redes sociais. Ao todo, serão cerca de 6 mil homens e mulheres que serão promovidos de suas funções.

A primeira cerimônia que marca a promoção dos profissionais vai ser realizada de forma virtual. "Vamos dividir as solenidades por região, começando por Fortaleza, outra na Região Metropolitana, outra na Região Norte e outra na Região Sul", disse Camilo ao lado do secretário da Segurança Pública, Sandro Caron, do delegado geral da Polícia Civil, Marcus Rattacaso, do comandante geral da Polícia Militar, coronel Márcio Oliveira, do superintendente da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), Ricardo Macêdo, e do comandante do Corpo de Bombeiros do Ceará, coronel Ronaldo Roque.

O governador reforçou que todos os profissionais serão promovidos em "ato único no Diário Oficial do Estado". "A partir da segunda-feira, 1º de fevereiro, o secretário Caron irá divulgar as datas das solenidades que pretendemos fazer de forma virtual, mantendo a tradição principalmente da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros", concluiu.

Informações G1

MOMBAÇA E MAIS 8 CIDADES DO CEARÁ RECEBERÃO AGÊNCIAS DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL


Como parte do seu plano de expansão em todo o País, a Caixa Econômica Federal vai abrir nove agências no interior do Ceará. Serão contempladas as cidades de Itarema, Amontada, Mombaça, Pedra Branca, Beberibe, Granja, Viçosa do Ceará, Aquiraz e Missão Velha, de acordo com o banco.

O movimento reforça o papel do banco público na estratégia do governo federal de reforçar a área social, de olho nas eleições de 2022. Além das 9 agências anunciadas no Ceará, a Caixa abrirá outras 27 unidades em toda a região Nordeste - sendo 16 só no Maranhão. Ao todo, o banco anunciou que vai inaugurar 75 agências em todo o Brasil.

No Norte, serão abertas 19 filiais. No Centro-Oeste, serão abertas 10 unidades. Haverá outras sete no Sudeste e duas no Sul. Do total, 20 filiais serão especializadas em agronegócio.

A medida foi anunciada na última sexta-feira (29) pela estatal em comunicado, mas já havia sido antecipada na quinta-feira durante live do presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

'Ate o fim do semestre'

Na ocasião, Bolsonaro elogiou o plano. "Em cidades acima de 40 mil habitantes que, porventura ainda não tenham agência da Caixa, a partir de agora até o final desse semestre, a Caixa terá uma agência em cada um desses municípios", disse o presidente.

O plano de expansão vai na contramão do movimento do Banco do Brasil, que há duas semanas anunciou o encerramento de 361 filiais e caminha cada vez mais para não ser visto como um banco público.

Informações Diário do Nordeste

ACOPIARA: NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO SR. ASSIS DA RODOVIÁRIA


O Prefeito Antônio Almeida e a Vice-Prefeita Ana Patrícia Barbosa lamentam com profundo pesar o falecimento do amigo Francisco Vieira de Sousa, conhecido como Assis da Rodoviária, aos 68 anos, ocorrido na noite deste sábado, 30 de janeiro, após sofrer um infarto.

Assis deixa duas filhas (Andreia e Andreza Martins), cinco netos, genros e uma legião de amigos cultivados ao longo de toda vida.

Conhecido por sua solicitude, honradez e alegria, Assis deixa ainda o exemplo de homem batalhador e também de pai, esposo e avô afetuoso.

Neste momento de dor, o Prefeito e a Vice-Prefeita se solidarizam com os familiares e amigos e desejam que todos encontrem junto a Deus o conforto necessário para que possam superar esta perda irreparável.



ACOPIARA: PRESIDENTE RICARDO COSTA ANUNCIA ARTICULAÇÃO PARA A CONSTRUÇÃO DA SEDE DA CÂMARA DE VEREADORES

Em entrevista concedida ao radialista Wilson Filho neste sábado (30), o presidente da Câmara de Vereadores de Acopiara, Ricardo Costa, anunciou que uma de suas principais metas à frente do Poder Legislativo municipal, será a construção da sede própria da Câmara.

Ricardo Costa que está em seu segundo mandato, disse ser um absurdo, o nosso município chegar aos 100 anos de existência neste ano de 2021 e a Câmara de Vereadores não ter uma sede. O mesmo disse que já está se articulando para que isso aconteça, onde recentemente se reuniu com o prefeito Antônio Almeida, que prometeu doar o terreno para a construção da sede da Câmara. Também esteve com o deputado federal Domingos Neto, tratando do mesmo assunto.

Ricardo também argumentou que com a sede própria, haverá uma grande economia, pois a Câmara deixará de pagar aluguel e esse dinheiro poderá ser revertido para o benefício da população.

Vale destacar, que para a prefeitura doar o terreno para a construção da sede própria da Câmara, os vereadores terão que aprovar e Ricardo Costa acredita que nenhum será contra essa doação.



sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

Em dia com mais de 1.300 mortes por Covid, Bolsonaro pede volta do "sorriso" e da "piada"


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sugeriu nesta quinta-feira que se volte a viver, sorrir, fazer piada, brincar e voltar aos estádios de futebol no dia em que o Brasil superou a marca de 9 milhões de casos de Covid-19 e com as mortes chegando a 221.574.

"Muito obrigado pela audiência, desculpem as brincadeiras aqui. Temos que voltar a viver, pessoal, sorrir, fazer piada, brincar, voltar aos estádios de futebol o mais cedo possível, que seja com uma quantidade menor, 20, 30% da capacidade do estádio, temos que voltar a viver, tá", disse Bolsonaro, ao encerrar sua live semanal nas redes sociais.

Só nesta quinta-feira foram registradas 1.386 novas mortes pela Covid-19.

Na transmissão, Bolsonaro defendeu mais uma vez que se cuide dos idosos e de quem tem comorbidades.

O presidente voltou a afirmar também que uma vez aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o país seguirá comprando imunizantes contra Covid-19 "não interessa de onde veio essa vacina", depois de inúmeras vezes desdenhar da importância da vacinação e, especial, menosprezar a chinesa CovonaVac, agora parte do programa nacional de imunização.

Ainda assim, Bolsonaro exaltou o que considerou rapidez na vacinação que está sendo realizada no Brasil e ainda aproveitou para elogiar o desgastado ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

"Estamos atendendo através do trabalho criterioso do Ministério da Saúde, tendo à frente aí o nosso prezado Eduardo Pazuello, general do Exército", disse.

O titular da Saúde é alvo de um inquérito criminal no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre suposta omissão do governo federal no episódio que levou a um colapso na saúde de Manaus em razão da Covid-19.

Informações Yahoo Notícias

PF afirma que servidores usaram dinheiro público para comprar votos em Catarina/CE


Quatro servidores públicos de Catarina, no Ceará, são suspeitos de montar um esquema de compra de votos que beneficiou o prefeito reeleito do município, Dr. Thiago. Segundo o delegado da Polícia Federal Alan Robson, o esquema envolveu uso de pelo menos R$ 100 mil dos cofres públicos. Conforme o delegado, há "elementos claros" que apontam a prática criminosa.

Nesta sexta-feira (29), policiais federais cumpriram nove mandados, em Catarina e em Fortaleza, e apreenderam celulares e computadores dos suspeitos e em órgãos públicos.

"Há claros elementos que apontam para o esquema. Temos provas de que foi usado dinheiro público em benefício, pagamento em cheque, promessa de emprego ali pelos gestores, servidores públicos, em troca de voto naquele candidato", diz o policial.

Mandados em Fortaleza

Em Fortaleza, houve atuação nos bairros Cocó e José Bonifácio. Computadores, celulares e documentos foram apreendidos.

A ação policial decorre de representação do Ministério Público Eleitoral em Ação de Investigação Judicial Eleitoral. A Polícia Federal não informou os nomes dos alvos.

A suposta compra de votos nas últimas eleições no município de Catarina é apurada em inquérito policial na Delegacia de Polícia Federal em Juazeiro do Norte.

A pena para o delito de compra de votos é de 1 a 4 anos de reclusão. O nome da operação remete a termo utilizado por um dos investigados, que prometia “tantos mil” em troca de votos.

Informações G1

Menina de 3 anos tem rosto desfigurado após ser atacada por cachorro pitbull


Uma criança de três anos teve o rosto desfigurado após ser atacada por um cachorro da raça pitbull na noite desta quinta-feira (28) em Parnamirim, na Região Metropolitana de Natal, no Rio Grande do Norte. As informações são do portal G1.

A menina foi atacada na altura da boca e ficou com a arcada dentária exposta. Ela estava sozinha na sala com o cachorro e o pai estava na quarto, conforme a família.

O pai da criança afirmou que o cachorro faz parte da família há dois anos e meio e estava acostumado a brincar com ela. Ele conta que, por volta de 21h, escutou o rosnado do cachorro e o grito da criança e foi socorrer a filha. A mãe dela estava trabalhando.

A menina foi socorrida para o Hospital Walfredo Gurgel e passou por uma cirurgia plástica de reconstrução facial na manhã desta sexta-feira (29).

Até as 9h, ela ainda esperava alta do Centro de Recuperação de Operados do hospital.

Informações Diário do Nordeste

ACOPIARA: PRESIDENTE DA CÂMARA RICARDO COSTA SE REÚNE COM SECRETÁRIA DA SAÚDE FÁBIA ALMEIDA

O presidente da Câmara de Vereadores de Acopiara Ricardo Costa, esteve reunido com a Secretária de Saúde, Fábia Almeida, onde teve a oportunidade de discutir pautas referentes as ações relativas a saúde do município, buscando sempre de forma harmoniosa melhorias para os cidadãos da nossa querida cidade.



Vacinação contra a covid-19: no ritmo atual, Brasil demoraria mais de quatro anos para alcançar imunidade de rebanho


Desde que a enfermeira Mônica Calazans recebeu a primeira dose da vacina contra a covid-19 no dia 17 de janeiro, outros cerca de 1,5 milhão de brasileiros foram imunizados.

O número pode até parecer alto, mas está bem abaixo das expectativas e da capacidade de nosso sistema de saúde, de acordo com especialistas ouvidos pela BBC News Brasil.

"O ritmo de vacinação no país está simplesmente péssimo. Nós já deveríamos ter utilizado pelo menos todo esse primeiro lote de 6 milhões de doses da CoronaVac, do Instituto Butantan e da Sinovac", analisa o epidemiologista Paulo Lotufo, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Falta de planejamento, desafios de comunicação, problemas na coleta das informações e falhas no sistema do Ministério da Saúde ajudam a explicar essa lentidão.

Mas quais são as metas de vacinação? E como será possível atingir a imunidade de rebanho no país?

Vacina como bem coletivo

Por mais que todos pensemos em proteger a própria saúde quando tomamos uma vacina, o efeito dela ultrapassa as barreiras individuais.

Isso porque a imunização em larga escala permite proteger toda a comunidade, mesmo aquelas pessoas que, por um motivo ou outro, não podem tomar as doses.

Esse fenômeno é conhecido popularmente como imunidade de rebanho, embora os cientistas prefiram o termo imunidade coletiva.

De forma simplificada, para cada doença infecciosa prevenível por vacina há uma porcentagem da população que precisa ser protegida para que o vírus ou a bactéria deixe de circular naquele local.

Esse limiar de imunidade de rebanho varia de acordo com vários fatores, entre eles o quanto aquela enfermidade é contagiosa, a forma de transmissão da doença e a eficácia das vacinas disponíveis.

Vamos a alguns exemplos práticos. Para controlar o sarampo em determinada região, é necessário que mais de 95% das pessoas estejam vacinadas. Já na gripe, essa taxa fica na casa dos 50%.

Em outras palavras, se 95 pessoas são efetivamente vacinadas contra o sarampo, aquelas cinco que não podem tomar suas doses ficam protegidas por tabela, pois o vírus não encontra indivíduos vulneráveis para iniciar cadeias de transmissão e um surto local.

E na pandemia atual?

Ainda não se sabe ao certo qual é a porcentagem de vacinação necessária para atingir a imunidade de rebanho contra a covid-19.

Atualmente, os cientistas calculam que essa taxa deve ficar entre 70% e 90%.

Em dezembro, o imunologista americano Anthony Fauci, líder da força-tarefa de resposta à pandemia nos Estados Unidos, admitiu que será preciso vacinar mais de 90% da população para conseguir controlar de vez os números de casos e mortes.

Esses indícios já mostram que a aplicação de doses aprovadas no Brasil precisa ser acelerada com urgência, uma vez que atingimos apenas 0,68% da população, segundo o banco de dados Our World in Data atualizados até 28 de janeiro (para efeitos comparativos, Israel, um país pequeno, mas o mais avançado na vacinação até agora em relação ao tamanho de sua população, já imunizou 4,56 milhões de pessoas).

Se considerarmos que a campanha começou no Brasil há 12 dias e, de acordo com Our World Data, 1,45 milhão de brasileiros receberam a primeira dose até quinta-feira (28), isso dá uma média de 120 mil pessoas vacinadas por dia.

Se precisarmos imunizar até 90% da população para eventualmente atingir a imunidade coletiva, no Brasil esse total corresponde a 188,5 milhões de pessoas vacinadas.

Mas, se continuarmos no ritmo atual de 94 mil doses por dia, demoraremos 1.570 dias (ou pouco mais de quatro anos) para atingir o limiar de 90%.

Lembrando que, para a maior parte das vacinas contra o coronavírus (incluindo a CoronaVac e a AstraZeneca, as duas disponíveis aqui até agora) são necessárias duas doses do imunizante.

Exemplo que vem do passado

A epidemiologista Carla Domingues foi coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde por quase dez anos, entre 2011 e 2019.

De acordo com sua experiência, o Brasil tem total capacidade de acelerar seu plano e vacinar um número bem maior de pessoas contra a covid-19.

"Nas campanhas de vacinação contra a gripe, que acontecem todos os anos, nós conseguimos imunizar 80 milhões de brasileiros em apenas 90 dias", compara.

Domingues acrescenta que o país tem cerca de 30 mil profissionais de saúde contratados para fazer a vacinação.

"Cada um deles consegue atender de 20 a 30 pessoas por dia. Portanto, não é exagero dizer que podemos imunizar 900 mil ou até 1 milhão de indivíduos no país diariamente", pontua.

O PNI também traz ótimas lembranças de outras campanhas de imunização que, ao longo de anos, foram capazes de controlar e até eliminar algumas doenças do país (pelo menos temporariamente), como a poliomielite, a varíola e o sarampo.
Exemplo que vem de fora

Com a aprovação das primeiras vacinas contra a covid-19, Israel logo despontou como o modelo de rapidez e eficiência na aplicação das doses.

Com o início da campanha em 19 de dezembro, o país conseguiu em pouco mais de um mês proteger metade da sua população.

Dados divulgados recentemente pelo governo israelense indicam uma queda significativa nas notificações de novos casos de infecção e na taxa de hospitalização.

É claro que as escalas são incomparáveis: Israel possui um território pequeno, com fronteiras bem controladas e apenas 8,8 milhões de habitantes.

Mas a experiência por lá sinaliza que a pandemia pode ser controlada se o planejamento for rápido e bem coordenado.

Outras nações que já avançaram bastante na vacinação são Emirados Árabes Unidos (29% da população vacinada), Reino Unido (11%) e Bahrein (8%).

Situação exige agilidade

Além da vacinação representar a única saída possível (e segura) desta pandemia, é preciso lembrar outro fator que está preocupando os cientistas: a descoberta de mutações do coronavírus.

Por ora, as três que chamaram mais atenção foram detectadas no Reino Unido, na África do Sul e no Brasil, mais precisamente em Manaus.

Com a alta circulação da doença, há o risco de aparecerem mutações que diminuem a eficácia das vacinas já testadas e aprovadas.

Por isso, é urgente agir com rapidez para quebrar as cadeias de transmissão do coronavírus e evitar que essas novas variantes se espalhem e tomem conta do pedaço.

"Também não sabemos quanto tempo de imunidade as vacinas conferem. Pode ser que, no futuro, precisaremos vacinar de novo os grupos prioritários sem ter dado a primeira dose para todo mundo", antevê o médico virologista Amilcar Tanuri, professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

O que acontece na prática?

Especialistas ouvidos pela BBC News Brasil apontam que a campanha de vacinação contra a covid-19 no Brasil está sofrendo com falhas nos sistemas de informação.

"Nas campanhas anteriores, os profissionais de saúde precisavam apenas transmitir os números de vacinados de cada público-alvo. Ao final do período, eles basicamente passavam às centrais municipais e estaduais informações do tipo 'hoje eu vacinei 50 idosos, 20 indivíduos com doença cardíaca, 10 com doença renal…'", exemplifica Domingues.

Na campanha contra a covid-19, esse processo se tornou bem mais complexo. Agora, é necessário preencher nome, endereço, CPF, número do cartão do SUS, dose da vacina, qual lote ela pertence, o fabricante…

Essa exigência existe porque temos duas vacinas aprovadas no país até o momento: a CoronaVac (Instituto Butantan/Sinovac) e a CoviShield (FioCruz/Universidade de Oxford/AstraZeneca).

Ambas exigem as duas doses para conferir proteção, mas o tempo entre a primeira e a segunda aplicação é diferente.

A segunda dose da CoronaVac é dada de 14 a 28 dias depois da primeira. Já na CoviShield, esse intervalo sobe para um a três meses.

Outro ponto de atenção: um indivíduo deve receber duas doses da mesma vacina. Não dá pra aplicar uma da CoronaVac e depois a outra da CoviShield, por exemplo.

Todas essas recomendações e cuidados exigem, portanto, um tipo de cadastro mais completo para que não ocorram confusões. O problema é que esse processo toma muito tempo e está sendo feito na hora da vacinação.

"Sabendo que a campanha iria começar e alguns grupos tomariam a vacina primeiro, o Ministério da Saúde poderia já ter começado a fazer esse cadastro com antecedência lá nos meses de setembro ou outubro", lamenta Domingues.

Além de todo o trabalho no preenchimento dos dados, técnicos e enfermeiros estão relatando falhas e lentidão do sistema informatizado do Ministério da Saúde.

Em alguns locais sem internet, os profissionais precisam preencher as informações à mão, num papel, para só depois digitar tudo num computador.

Portanto, é possível que o número real de vacinados seja maior do que as estatísticas oficiais apontam.

O outro lado

Procurado pela reportagem da BBC News Brasil, o Ministério da Saúde respondeu por meio de uma nota encaminhada pela assessoria de imprensa.

O ministério informa que o plano de vacinação é dinâmico e pode sofrer ajustes necessários nas fases de distribuição das vacinas, "considerando a indicação de uso apresentada pelo fabricante, o quantitativo de doses entregues e os públicos prioritários já definidos".

Na nota, também fica claro que o cronograma de vacinação e como será feita a convocação dos públicos-alvo depende da disponibilidade das doses da vacina, que são entregues pelas fabricantes de forma gradativa.

"Atualmente o Brasil tem 354 milhões de doses de vacinas garantidas para 2021, por meio dos acordos com a Fiocruz (212,4 milhões de doses), Butantan (100 milhões de doses) e Covax Facility (42,5 milhões de doses)."

Se esse número for realmente confirmado (uma vez que a grande maioria dessas doses sequer foi fabricada), essas 354 milhões de doses atenderiam até 177 milhões de brasileiros.

De acordo com os cálculos feitos pelo ministério, 77 milhões de brasileiros fazem parte dos 27 grupos prioritários definidos no plano de vacinação contra a covid-19.

Esses grupos são divididos por faixas etárias (acima de 80 anos, entre 75 e 79, de 70 a 74 e assim por diante), por condições (indivíduos com diabetes, doenças cardíacas, deficiências…) e por categoria laboral (profissionais da saúde, trabalhadores da educação, forças de segurança, funcionários do sistema prisional…).

"Lavajatismo vacinal"

Na opinião de Lotufo, outro fator que tem atrapalhado o andamento da campanha de vacinação contra a covid-19 é o excesso de polêmicas com as pessoas que aproveitam cargos e posições de prestígio para tomarem suas doses mesmo quando não fazem parte dos grupos prioritários.

Em algumas cidades, como Manaus, a vacinação chegou a ser paralisada para que fossem apurados desvios e o "sumiço" de doses.

"Estamos acompanhando uma espécie lavajatismo vacinal, em que se presta mais atenção nos casos dos fura-filas, que logicamente estão errados, do que no problema sistêmico da falta de dados e de informações das secretarias estaduais e municipais de saúde", diz.

O epidemiologista faz alusão à Operação Lava-Jato, o conjunto de investigações de corrupção da Polícia Federal que culminou na prisão de políticos e empresários e contou com ampla cobertura da imprensa nos últimos anos.

"Muitos secretários de Saúde só sabem tirar fotos. Eles precisam ser cobrados sobre o que estão fazendo para que mais pessoas sejam vacinadas logo", opina.

Informações Uol Notícias