terça-feira, 7 de abril de 2020

Saiba como se proteger contra o coronavírus com máscaras caseiras

Em meio à pandemia de covid-19, o Ministério da Saúde está mobilizando a população a fabricar as próprias máscaras de pano, utilizando tecidos que podem assegurar uma boa efetividade, se forem bem desenhadas e higienizadas corretamente. Sobre as máscaras cirúrgicas e filtrantes, como a N95, o governo mantém a recomendação de que sejam destinadas, prioritariamente, a profissionais de saúde e pessoas com sintomas.

De acordo com a nota do ministério, pesquisas têm apontado que a utilização de máscaras caseiras impede a disseminação de gotículas expelidas do nariz ou da boca do usuário no ambiente, funcionando como uma barreira física que vem auxiliando na mudança de comportamento da população e diminuição de casos de covid-19.

A máscara, entretanto, é uma proteção adicional. Para interromper o ciclo de disseminação do vírus, é importante seguir as regras de distanciamento social, etiqueta respiratória e a higienização das mãos. “Essas medidas recomendadas pelo Ministério da Saúde, quando adotadas em conjunto, potencializam os efeitos da proteção contra o novo coronavírus no país e por isso são tão importantes de serem adotadas por toda a população”, diz o ministério.

Para garantir a efetividade, devem ser usados tecidos com boa capacidade de filtragem de partículas. O ministério recomenda: tecido de saco de aspirador; cotton (composto de poliéster 55% e algodão 45%; tecido 100% algodão (como tricoline); e fronhas de tecido antimicrobiano. Mas podem ser utilizados materiais encontrados no dia a dia, como camisetas ou outras roupas em bom estado de conservação, até tecido não tecido (TNT).

O importante é que a máscara seja feita com camadas duplas, nas medidas corretas, cobrindo totalmente a boca e nariz (cerca de 21 centímetros de altura e 34 cm largura) e que esteja bem ajustada ao rosto, sem deixar espaços nas laterais. Se for de TNT, a máscara deve ser descartada a cada uso.

Como usar

O uso da máscara caseira é individual, não devendo ser compartilhada entre familiares e amigos. A máscara deve ser usada por cerca de duas horas. Depois desse tempo, é preciso trocar. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano.

Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Coloque a máscara com cuidado para cobrir a boca e nariz e amarre com segurança acima das orelhas e abaixo da nuca, para minimizar os espaços entre o rosto e a máscara.

Enquanto estiver utilizando a máscara, evite tocá-la, não fique ajustando a máscara na rua. Saia sempre com pelo menos uma reserva e leve uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar. Troque a máscara a cada duas horas ou sempre que apresentar sujeira ou umidade.

Em casa, remova a máscara pegando pelo laço ou nó da parte traseira, evitando de tocar na parte da frente. Lave as máscaras usadas em diluição de água e água sanitária. A proporção de diluição a ser utilizada é de 1 parte de água sanitária para 50 partes de água. Por exemplo: 10 ml de água sanitária para 500ml de água potável. Deixe de molho por cerca de 30 minutos e depois lave com água e sabão.

Com informações Agência Brasil