quarta-feira, 12 de julho de 2017

Lava-Jato: Lula é condenado a 9 anos e meio de prisão

ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado, nesta quarta-feira (12), a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá. Apesar da decisão, Sérgio Moro não solicitou a prisão preventiva de Lula. “Poderá o ex-Presidente apresentar a sua apelação em liberdade", escreveu o juiz em sua sentença.

Na ação, Lula é acusado de ter se beneficiado de dinheiro desviado da Petrobras na compra e reforma do tríplex no Guarujá, assim como no transporte de seu acervo presidencial após a saída do Planalto. A sentença do juiz Sergio Moro é a primeira contra o petista no âmbito da Lava-Jato.

"A culpabilidade é elevada. O condenado recebeu vantagem indevida em decorrência do cargo de Presidente da República, ou seja, de mandatário maior. Isso sem olvidar que o crime se insere em um contexto mais amplo, de um esquema de corrupção sistêmica na Petrobras e de uma relação espúria entre ele o Grupo OAS", destaca Moro.

Ainda na decisão, o juiz pontuou que "a prisão cautelar de um ex-Presidente da República não deixa de envolver certos traumas", estabelecendo, portanto, que Lula poderá apelar em liberdade. A apelação, inclusive, será julgada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que, se manter a decisão de Moro, tornara Lula inelegível para as eleições de 2018.
Fonte: Diário do Nordeste