segunda-feira, 20 de março de 2017

Brasil cai 8 posições e é o 28º melhor país para viver

O Brasil caiu oito posições, se comparado a 2016, e está agora na 28ª posição do ranking da revista norte-americana U.S. News, que determina o melhor país a se viver. A lista é feita por uma parceria entre a consultoria da Y&R’s BAV e a Universidade da Pensilvânia e se baseia em diversos critérios em áreas como economia e lazer.
O primeiro lugar ficou com a Suíça. Os motivos para a liderança são diversos e incluem as contribuições culturais, a transparência do mercado bancário e a estabilidade política suíças. Depois do país, seguem Canadá, Reino Unido, Alemanha e Japão. Em 2016, o primeiro lugar ficou com a Alemanha.
O Brasil obteve o 28º lugar no ranking geral, mas sua melhor colocação (primeiro lugar) foi na categoria “aventura”, que analisou a capacidade turística, como o acolhimento a viajantes e os atrativos do local.
Os outros critérios foram influência econômica (no qual o País ficou com o 29º lugar), qualidade de vida (58º), patrimônio (14ª posição), cidadania (31º país), empreendedorismo (38º lugar), influência cultural (oitava classificação), abertura para investimentos (pior colocação, estando em 63º) e desenvolvimento econômico (11ª posição).
Fonte: Cnews