quinta-feira, 27 de julho de 2017

Mulher é morta após bandidos roubarem celular na Zona Norte de SP

Uma mulher morreu, na noite desta quarta-feira (26), na Brasilândia, Zona Norte da cidade de São Paulo, após dois homens roubarem seu celular. Ela voltava do trabalho e levou dois tiros na cabeça na rua de casa.

A vítima e uma amiga foram abordadas por dois homens que queriam roubar celulares. Um deles pegou o telefone de Monica Mendes, de 49 anos, e atirou duas vezes contra ela.

O filho da vítima ainda chegou a leva-la para o hospital, mas ela não sobreviveu. Mãe de dois filhos e com duas netas, Monica trabalhava como atendente e se assustou ao ser abordada pelos bandidos. “Ele colocou a mão no bolso dela, puxou, catou o celular e atirou nela”, conta a aposentada Maria Aparecida Gomes, que acompanhava a vítima.

Josué Mendes Padilha lamenta a morte da mãe. “Por causa de um celular? A vida do ser humano está valendo o que?”

O caso foi registrado no 72ºDP.

Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), o número de casos de latrocínio, roubo seguido de morte, aumentou 157% em junho de 2017 no comparativo com o mesmo período de 2016. Foram 11 casos a mais de latrocínio em 2017, sendo 18 em 2017 e 7 em 2016. Considerando o primeiro semestre, o aumento foi de 51 para 74, crescimento de 45%.

Em nota, a SSP informou que instaurou inquérito policial para investigar o caso e que equipes de investigação estão na rua em busca de informações que contribuam para a identificação e prisão das duas pessoas que participaram do crime.

Fonte: G1