sábado, 22 de julho de 2017

Lula cita Camilo Santana entre opções do PT para candidatura à presidência em 2018

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) citou o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), entre possíveis candidatos à presidência da República pelo Partido dos Trabalhadores em 2018. Apesar de ser pré-candidato do partido e líder das pesquisas de intenção de voto, Lula pode ficar fora da disputa caso a Justiça confirme a condenação de prisão proferida pelo juiz Sérgio Moro.
“O PT tem governadores em três estados importantes”, disse o petista, durante entrevista aos jornalistas José Trajano, Juca Kfouri e Antero Greco, transmitida pela internet na quinta-feira (20).
“O governador de um Estado importante tem cacife para ser candidato”, acrescentou Lula. Além de Camilo Santana, o PT tem governadores na Bahia, Rui Costa; e em Minas Gerais, Fernando Pimentel.
Disputa no Ceará
O governador do Ceará já havia defendido chapa formada por seu aliado Ciro Gomes (PDT) e Fernando Haddad (PT) como vice. A expectativa é de que Lula e Ciro sejam aliados nas próximas eleições. No entanto, Camilo tem evitado se posicionar sobre a disputa de 2018, já que PT e PDT podem ser adversários.

Mesmo assim, Camilo recentemente defendeu o nome de Lula como “um grande nome para concorrer à presidência da República”. O cearense também fez visita recente ao ex-presidente, segundo ele, como uma forma de prestar solidariedade ao petista diante da perda da esposa, a ex-primeira-dama Maria Letícia, e da crise política em que está envolvido.
Haddad
Durante a entrevista, Lula foi mais enfático, no entanto, ao defender nominalmente o nome do ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação, Fernando Haddad (PT).

“O Haddad pode ser uma personalidade importante se ele se dispuser a percorrer o Brasil. Nessa crise da educação, eu já me reuni com o Haddad e falei ‘companheiro Haddad, é o seguinte, você tem que botar o pé na estrada e falar da educação, falar do que você fez na educação.””, disse Lula.