sexta-feira, 28 de julho de 2017

Escolhas de Zé desagradam parte da diretoria flamenguista

A Classificação do Flamengo para as semifinais da Copa do Brasil não amenizou a irritação de alguns membros da diretoria com as escolhas feitas pelo técnico Zé Ricardo na derrota de 4 a 2 para o Santos, na Vila Belmiro, em Santos (SP). O foco da revolta, que não foi externada publicamente, deveu-se à escalação do goleiro Alex Muralha e do zagueiro Rafael Vaz. Ambos falharam em gols do Peixe.

A entrada de Muralha na vaga de Thiago não foi compreendida, uma vez que o jovem vinha dando conta do recado. É consenso que Diego Alves será o titular, porém, o jogador não pode ser inscrito na Copa do Brasil. Como o treinador não admitiu o erro do arqueiro, os dirigentes temem que ele insista com Muralha nas semifinais com o Botafogo.

"Acho que o Muralha foi bem. A participação dele foi boa nas bolas em que foi exigido. Ele não chegou por acaso à Seleção Brasileira, teve méritos. Temos goleiros de excelente nível no elenco", disse Zé Ricardo.

Outro jogador que fez a diretoria do Flamengo perder a paciência foi Rafael Vaz, que falhou no segundo gol do Santos. O jogador chegou a ser criticado pelo lateral-direito Pará e não se pronunciou depois do jogo. Os dirigentes não conseguem entender os motivos de o treinador ter aberto mão de Juan, experiente defensor e que teve que se contentar com o banco de reservas na Vila Belmiro.

Fonte: Terra