domingo, 9 de agosto de 2020

Policiais mortos na véspera do Dia dos Pais deixam esposas grávidas

Três agentes da Polícia Militar morreram durante uma abordagem no último sábado (8), na véspera do dia dos pais, na zona oeste da cidade de São Paulo. Duas das vítimas seriam pais em breve, e deixam esposas grávidas.

“Infelizmente, três crianças não conhecerão seus verdadeiros heróis que perderam justamente à véspera de uma data tão emblemática, mas saberão que as histórias e exemplos deles serão respeitados e honrados por todos nós Soldados da Força Publica”, diz um trecho da nota divulgada pela corporação.

O Sargento José Valdir de Oliveira Junior, de 37 anos, deixou uma filha adolescente e recentemente que sua esposa, Bianca, esta grávida de gêmeos.

O Soldado Victor Rodrigues Pinto da Silva tinha 29 anos de idade e sua esposa, Ana Carolina, estava grávida do primeiro filho do casal.

Caso

Os agentes morreram após serem baleados por um homem que fingiu ser um policial civil. O trio patrulhava a região por volta das 4h da madrugada do último sábado (8) quando viram uma atitude suspeita.

Durante a abordagem o suspeito disparou contra o grupo. Na troca de tiros, ele também foi atingido e morreu. Os agentes foram socorridos e levados ao hospital, mas não resistiram. Um segundo acusado foi detido.

Confira a íntegra da nota divulgada pela PM:

O Dia dos Pais ficará marcado tristemente na memória de três famílias paulistas. Três bons homens, três heróis, três policiais, que cumpriram seus juramentos de sacrificar a própria vida em defesa das pessoas e de toda sociedade e pelo propósito de ajudar a construir um mundo melhor e mais justo.

Essas mortes provocam uma tristeza sem tamanho no coração de cada policial militar. Uma tragédia sem precedentes!

O Sargento José Valdir de Oliveira Junior, de 37 anos, estava há 14 anos na Polícia Militar. Deixou uma filha adolescente, a Gabrielly, bem como a esposa Bianca, que soube recentemente estar grávida de gêmeos.

O Soldado Victor Rodrigues Pinto da Silva tinha 29 anos de idade e estava na Polícia Militar há quase 7 anos. Sua esposa, Ana Carolina, também estava grávida do primeiro filho do casal.

O Soldado Celso Ferreira Menezes Junior tinha 33 anos e estava na Instituição há mais de 10 anos. Filho de um policial civil, deixa mais uma família enlutada.

Neste momento de profunda dor, asseguro que nossos heróis jamais serão esquecidos. Infelizmente, três crianças não conhecerão seus verdadeiros heróis que perderam justamente à véspera de uma data tão emblemática, mas saberão que as histórias e exemplos deles serão respeitados e honrados por todos nós Soldados da Força Publica.

Coronel PM Fernando Alencar Medeiros – Comandante Geral

Com informações Rede TV!