domingo, 6 de agosto de 2017

PRINCIPAIS OCORRÊNCIAS POLICIAIS EM FORTALEZA

Médico é preso após atropelar e matar policial militar em Fortaleza

Um policial militar de 29 anos morreu após ser atropelado por uma caminhonete Hilux, que avançou a preferencial, no cruzamento da Rua Tenente Benévolo com Avenida Rui Barbosa, em Fortaleza. O condutor do carro, um médico oftalmologista de 62 anos, foi detido pela polícia.

De acordo com a polícia, o motorista apresentava sinais de embriaguez e tentou fugir após o acidente. Durante a fuga, ele colidiu com outros carros e parou o veículo após bater em uma placa, na Rua Pereira Filgueiras.

O policial morto trafegava em uma motocicleta. Ele foi identificado como Francisco Gleison Rocha Sousa da Silva, de 29 anos. O soldado era lotado no 22º Batalhão da Polícia Militar (BPM) e voltava do serviço dirigindo uma moto.

O médico oftalmologista foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). Ele recebeu voz de prisão ainda dentro da ambulância, onde recebeu os primeiros socorros.

Ex-PM acusado de matar jovem Bruce Cristian morre atropelado em Fortaleza

O ex-policial militar Yuri da Silveira Alves Batista, acusado de matar o adolescente Bruce Cristian Souza Oliveira, morreu atropelado por um ônibus neste sábado (5) na Avenida Domingos Olímpio, em Fortaleza. Yuri havia sido expulso da PM em novembro de 2010, acusado de atirar e matar o jovem de 14 anos que estava na garupa da moto do pai. A informação sobre a morte do ex-agente de segurança foi confirmada por um familiar.

Yuri da Silveira foi atropelado quando realizava compras em um frigorífico na Avenida Domingos Olímpio. Ele se desequilibrou, caiu na faixa exclusiva para ônibus e foi atropelado. O homem morreu na hora.

O ex-agente ficou conhecido pela morte do jovem Bruce Cristian, no dia 25 de julho de 2010, durante uma abordagem policial no cruzamento da avenida Desembargador Moreira com a rua Padre Valdevino. A vítima estava na garupa da moto do pai quando foi atingida na cabeça por um tiro disparado pelo então PM.

Policial civil é baleado durante tentativa de assalto a lava-jato em Fortaleza

Um inspetor da Polícia Civil foi baleado neste sábado (5) durante uma tentativa de assalto no Bairro Carlito Pamplona, em Fortaleza. O agente de segurança estava em um lava-jato na Rua Pedro Américo, quando quatro homens armados chegaram em um carro no local e anunciaram o assalto.

Segundo a polícia, os suspeitos perceberam que a vítima era policial e atiraram. O inspetor, identificado como Hélio Ribeiro, foi atingido por pelo menos dois disparos, na cabeça e na região do tórax. Após o crime, os assaltantes fugiram.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu o policial para a UPA do Pirambu. Ele recebeu atendimento médico no local e depois foi transferido para o Instituto Dr. José Frota, no Centro.

Segundo a Polícia Civil, a vítima sofreu paradas cardíacas e o estado de saúde é considerado grave.

Equipes da Polícia Militar e policiais civis do 7º Distrito Policial realizam buscas na região na tentativa de localizar os suspeitos. Até esta publicação, porém, nenhum dos homens havia sido preso.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que o caso está sendo investigado pela 11ª delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), unidade designada para investigar crimes contra profissionais de segurança.

Fonte: G1