segunda-feira, 24 de julho de 2017

Eleições 2018: Marina é diagnosticada com tipo agressivo de herpes

No momento em que desponta como um dos pré-candidatos mais bem colocados nas pesquisas, a ex-senadora Marina Silva (Rede) foi diagnosticada com herpes-zóster. As informações foram divulgadas no Facebook pelo jornalista Altino Machado, amigo de longa data de Marina,
e confirmadas ao Valor por fontes próximas à ex-senadora. Marina teve o diagnóstico em Brasília e em São Paulo e, após a alta, passou duas semanas em um spa médico para se restabelecer. “Foi uma fase complicada, mas já passou”, afirmou a ex-senadora ao Valor, sem dar mais detalhes. Também conhecido como “cobreiro”, o herpes-zóster se caracteriza pela erupção de vesículas (bolhas) pelo corpo e não deve ser confundida com o herpes simples, que causa lesões na boca e em órgãos genitais. O herpes-zóster é capaz de provocar dores muito intensas, sobretudo, em pessoas com idade acima de 40 anos. No relato no Facebook, o jornalista afirmou que Marina teve de ser internada com intensas dores no abdome e que tomou morfina por duas vezes, o que coincide com os procedimentos médicos indicados para esse caso, de uso de medicamentos potentes para controlar a dor, tecnicamente conhecida como nevralgia.
O herpes-zóster é causado pelo vírus varicela-zoster, o mesmo que causa a catapora. Depois que uma pessoa tem catapora, o vírus fica incubado em um nervo, e pode reaparecer em algum momento da vida na forma de herpes-zóster. Na grande maioria dos casos, o herpes-zóster caminha para uma cura natural, embora possa deixar sequelas se as vesículas eclodirem no rosto. Na última pesquisa Datafolha, em junho, Marina ficou em
terceiro lugar nas preferências dos entrevistados para a eleição presidencial do próximo ano, empatada com o segundo colocado, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) dentro da margem de erro. Segundo o levantamento, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera as intenções de voto com m reportagem na edição impressa do Valor desta segunda-feira (24), Marina não fala abertamente em candidatura e diz estar em “fase de discernimento”. “Tenho conversado com algumas pessoas muito próximas do Rede, amigos e família. Não tomei esta decisão, ainda que tenha presente a grande responsabilidade em relação ao momento que o país está vivendo m reportagem na edição impressa do Valor desta segunda-feira (24), Marina não fala abertamente em candidatura e diz estar em “fase de discernimento”. “Tenho conversado com algumas pessoas muito próximas do Rede, amigos e família. Não tomei esta decisão, ainda que tenha presente a grande responsabilidade em relação ao momento que o país está vivendo
SINTOMAS DA HERPES
Herpes Labial
Este tipo de doença é a considerada o tipo de herpes simples. Ela pode ser causada por contato direto com pessoas que já estavam contaminadas, por meio de beijos ou então sexo oral. Este tipo é o mais fácil de ser tratado e se diagnosticado com antecedência pode ter cura. Os principais sintomas são:
  • Erupções nos lábios
  • Bolhas avermelhadas
  • Lesões na boca
  • Crostas amarelas que coçam
  • Desconforto na região
  • Dor de garganta
Herpes Genital
A herpes genital é uma doença sexualmente transmissível. Ela pode ser facilmente prevenida com uso de preservativos, no entanto, é preciso tomar bastante cuidado com o sexo oral, ele pode causar a herpes labial. Quando o vírus fica presente nos órgãos genitais causam muito desconforto, caracterizado por:
  • Dores e irritação entre 5 a 10 dias após a relação sexual que originou o contágio
  • Manchas vermelhas
  • Lesões genitais e bolhas
  • Cascas
  • Úlceras que podem sangrar
  • Dores musculares
  • Dores de cabeça
  • Mal estar no geral
Este tipo da doença costuma atacar mais as mulheres, devido a maior exposição de mucosa na vagina.
Herpes Zoster
A herpes zoster é a infecção viral que acomete qualquer parte do corpo. Ela é causada principalmente pelo contato com pessoas contaminadas. Apesar de não ser uma doença grave ela pode acarretar problemas de movimentação e desconforto no membro acometido. A vacina previne a infecção, no entanto, após a contaminação não tem efeitos. Identificar os sintomas é importante para dar início ao tratamento rápido
  • Manchas vermelhas pelo corpo
  • Calafrios
  • Desconforto gastro-intestinal
  • Cócegas e coceira em regiões do corpo
  • Aparecimento de bolhas esbranquiçadas ou amareladas
  • Dores de cabeça, febre e mal estar
Fonte: Ceará Agora