sexta-feira, 14 de julho de 2017

Corpo de Bombeiros adverte sobre acidentes domésticos no período de férias escolares

Julho é um mês de diversão. Com o advento das férias escolares, os jovens passam mais tempo em casa, daí surge uma atenção especial em relação à prevenção de acidentes domésticos. Entre os principais, podemos citar as quedas, queimaduras, choques elétricos, engasgos, cortes e ingestão de substâncias químicas (produtos de limpeza).

Elencamos medidas simples que podem ser adotadas para eliminar ou diminuir os riscos de acidentes:

- Colocar protetores nas tomadas;

- Não utilizar “tês” ou benjamins;

- Inspecionar frequentemente as instalações elétricas da edificação. Fiação elétrica exposta e fios desencapados ao entrar em contato com água (infiltrações) provoca grandes incêndios;

- Deixar fora do alcance das crianças objetos pequenos que possam ser engolidos, e pontiagudos, para evitar cortes;

- Utilizar somente tapetes antiderrapantes ou forrá-los com bases emborrachadas ou fitas dupla face para aumentar a aderência no piso;

- Vedar o acesso de crianças na cozinha para evitar incidentes com fogão e gás de cozinha;

- Produtos de limpeza devem estar fora do alcance das crianças, caso haja ingestão acidental, a vítima deve ser conduzida à unidade hospitalar mais próxima munida com o rótulo da substância. Não ofereça nada para a vítima beber ou comer e não force o vômito;

- Quando não estiver utilizando o fogão, desligue a válvula do botijão e muita atenção ao cozinhar: é comum as pessoas esquecerem panelas no fogo, dando início a um incêndio;

- Em caso de queimaduras de primeiro ou segundo grau, caracterizadas por vermelhidão na parte mais superficial da pele ou pela presença de bolhas, somente aplique água corrente em temperatura ambiente. De forma alguma pomadas ou substâncias caseiras (como pó de café) devem ser aplicadas sem prescrição médica. Nunca estoure as bolhas;

- Coloque os cabos de panelas voltados para a parte interna do fogão;

- Evitar brincadeiras próximas à escada e, se possível distribua fitas antiderrapantes nos degraus;

- Restringir o acesso às piscinas (tanto de residências como de casas de praia) com cercas ou telas de proteção;

- Não deixar recipientes com líquidos no seu interior (baldes ou bacias) pois para um bebê pode ser fatal caso ele venha a virar e ficar preso;

- Instalar grades ou telas de proteção tanto em janelas como em sacadas;

- Nunca deixar idosos e/ou crianças sozinhas, sem a inspeção de um adulto;

Em caso de acidentes que tragam risco à segurança das pessoas, do patrimônio e do meio ambiente, ligue para o número 193, o telefone que salva!


Fonte: CBMCE