terça-feira, 27 de junho de 2017

Vereador sugere comer cães de rua para diminuir número de animais

“Tínhamos que fazer igual no Japão: comer esses cachorros e acabar com isso”, declarou o vereador Wellinton Arantes (PSB) de Ituiutaba (MG).

A afirmação foi feita durante sessão na Câmara Municipal da cidade de Ituiutaba, onde era discutida soluções para o aumento da população de animais de rua na cidade.

O vereador “Batuta”, como é conhecido o parlamentar, fez a declaração em tom de deboche, afirmando que a alternativa para acabar com os animais de rua era comer a carne deles. “Tínhamos que fazer igual no Japão: comer esses cachorros e acabar com isso”. O parlamentar complementou a declaração perguntando: “Se nós não estamos fazendo cirurgias eletivas na Secretaria de Saúde, vamos fazer em cachorro?”.

O caso causou polêmica na cidade e revoltou protetores e ativistas da causa dos animais. A presidente da Sociedade Protetora dos Animais de Ituiutaba, Mariana Cunha Santana, considerou o posicionamento do vereador como sendo de “extremo desgosto”. Mariana afirmou que sentiu angústia ao constatar que um representante do povo, formador de opinião, com a responsabilidade de ser um cidadão modelo, exemplo para os munícipes, expresse um pensamento desumano, ferino e em total afronta à legislação vigente.

Houve a possibilidade de processo por quebra de decoro parlamentar, mas foi minimizada pelo presidente da Câmara, vereador Odemes Braz (PSDB) que encarou o fato apenas como uma “opinião” do colega.

O que diz a legislação brasileira sobre isso


A lei 9605/98 é clara sobre atos de abuso ou maus tratos a animais no Brasil, a pena para tal crime pode chegar a um ano. Em caso de morte do animal, como sugeriu o vereador, a pena pode ser aumentada em 1/6 a 1/3.


Fonte: Portal Terra