sexta-feira, 23 de junho de 2017

Extinção do TCM volta a ser assunto na Assembleia

A extinção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) já tem votos suficientes para ser aprovada na Assembleia Legislativa. No entanto, a Justiça derrubou as duas liminares que suspendiam a tramitação da PEC que pedia o fechamento do órgão. Os defensores da ideia acreditam que a proposta irá tramitar a toque de caixa. Mas a oposição diz que o órgão fiscalizador está no meio de uma briga política. 
O TCM mais uma vez é alvo de um grupo político insatisfeito com o resultado da eleição para presidente da AL e também para presidente do TCM e que, por conta disso, tenta agora acabar com o órgão”, explica o deputado Roberto Mesquita. 
O TCM decidiu partir para o contra-ataque e divulgou uma lista de 20 parlamentares favoráveis à extinção do órgão, mas que tiveram suas contas julgadas irregulares pelo órgão. 
A nota citou os deputados Agenor Neto, Antônio Granja, Audic Mota, Augusta Brito, Carlos Felipe, Elmano de Freitas, José Sarto, Jeová Mota, Manoel Duca, MANOEL Santana, Robério Monteiro, Sineval Roque, Berthose Fontele, Tin Gomes, Odilon Aguiar, Raquel Marques, Sérgio Aguiar, Walter Cavalcante e Dedé Teixeira. 
Por meio de nota, a meda diretora da assembleia desmentiu e repudiou a divulgação das informações afirmando que os deputados citados estão aptos a exercer as atividades, do contrário não poderiam ter disputado as eleições de 2014.
Fonte: Cnews