sábado, 27 de maio de 2017

Consumidores do Ceará terão reajuste de 12,9% na tarifa de água a partir do fim de junho

As contas de água dos consumidores de Fortaleza e de mais 150 municípios atendidos pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) com vencimento em julho virão acrescidas por um reajuste de 12,9%. Isso porque as agências regularas do Ceará autorizaram a recomposição das tarifas de água tratada distribuída pela Companhia a partir de 26 de junho.

Segundo a Cagece, agências reguladoras autorizaram a companhia a aplicar revisão ordinária de 17,23% na tarifa média praticada na prestação dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, m a Cagece optou por aplicar inicialmente 12,9% como forma de evitar um impacto financeiro no orçamento do cliente. Considerando as variáveis aplicadas nos últimos meses para cálculo da tarifa, com a revisão que será aplicada (12,9%), a tarifa média da Cagece ficará em R$ 3,17.

A revisão tarifária visa manter o equilíbrio financeiro da empresa e leva em consideração aspectos como o aumento nos custos de produção e operação agravados pela crise hídrica, a redução gradativa no consumo de água observada em Fortaleza e Região Metropolitana e o aumento nos preços dos insumos. A tabela com a nova estrutura tarifária já está disponível para consulta no portal companhia.

A Cagece adota um modelo de estrutura tarifária progressiva, onde as tarifas são definidas de acordo com a categoria e a demanda de consumo de cada cliente. Ou seja, a tarifa torna-se mais cara, à medida em que o consumo aumenta. Esta é uma maneira da companhia garantir uma cobrança justa, evitar o desperdício de água tratada e subsidiar a tarifa paga pelos clientes com menor poder aquisitivo, como é o caso da tarifa social, por exemplo.

A revisão ordinária foi autorizada pela Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (Arce) – no caso dos municípios do interior; e Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle de Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (ACFor) – no caso de Fortaleza.

Revisão

A revisão das tarifas de água ocorrem anualmente em todas as concessionárias no país. Em novembro de 2015, as agências reguladoras autorizaram revisão extraordinária das tarifas em um percentual médio de 12,9%. Tal revisão teve caráter extraordinário quando foi identificado risco de desequilíbrio nas contas da companhia. Em março de 2016, as agências concederam revisão de 11,96% no intuito de recompor o percentual aplicado no ano de 2015.

Fonte: G1