quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Vereadora de 35 anos é morta a tiros em Aiuaba, interior do Ceará

Uma vereadora foi assassinada nesta terça-feira (21) no município de Aiuaba, interior do Ceará. Conforme a Polícia Militar, a vítima foi morta a tiros dentro de sua residência, uma fazenda na zona rural da cidade.
Ainda de acordo com a PM, os familiares da vereadora informaram que ela já havia sofrido ameaças. Contudo, a polícia informou que não pôde realizar um monitoramento extensivo porque a vítima morava em um local ermo.
Após os tiros, a vereadora chegou a ser socorrida a um hospital na cidade de Pio IX, no estado do Piauí. Porém, ela não resistiu aos ferimentos e morreu.
A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e o delegado da Delegacia de Tauá fora ao município para iniciar as investigações sobre o caso. Equipes do destacamento policial da região também fazem buscas para tentar prender os suspeitos.
A vereadora Jucely Alves Arrais, conhecida como Cely Arrais, se candidatou em 2016 pelo PDT e foi eleita com 397 votos. Ela completou 35 anos em 5 de fevereiro e, antes de ser vereadora, trabalhou como agricultora na zona rural de Aiuaba.
2º caso em cinco meses

Em outubro, um candidato a vereador havia sido assassinado em Aiuaba, durante a campanha eleitoral. Segundo policiais militares, com base no relato de testemunhas, José Almir de Sousa havia discursado em um comício na comunidade de São Nicolau e foi morto com três tiros quando se dirigia ao automóvel dele. 

Um dos tiros atingiu a cabeça do candidato, que morreu a caminho do hospital da cidade de Tauá, na região dos Inhamuns do Ceará. A polícia investiga a motivação do crime e trabalha com hipótese de divergências política.

Fonte: G1