sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Rodrigo Maia é reeleito presidente da Câmara

Mais um aliado de Michel Temer venceu a disputa no comando de um Legislativo. Rodrigo Maia (DEM), foi reeleito nesta quinta-feira (2), presidente da Câmara dos Deputados. O parlamentar estava no cargo desde julho do ano passado, quando Eduardo Cunha foi cassado por envolvimento nos casos de corrupção da Lava Jato. 
A vitória confirmou o favoritismo de Maia, que obteve 293 votos. Em segundo lugar, ficou o deputado Jovair Arantes (PTB-GO) com 105 votos; em terceiro ficou André Figueiredo (PDT-CE) com 59, em seguida Júlio Delgado (PSB-MG) com 28 votos e Luiza Erundina Psol-SP) com 10 votos e por último Jair Bolsnaro (PSC-RJ) com 4.  
Assim, Rodrigo Maia permanece no cargo até 2018, quando também termina a gestão de Michel Temer. 
Antes da votação, os candidatos apresentaram propostas e defenderam suas candidaturas. Rodrigo Maia demonstrou solidariedade ao ex-presidente Lula pela morte cerebral de sua esposa. Em seguida, criticou as ações que questionavam sua candidatura:  “Muito se fala em fortalecimento da nossa Casa, muito se fala em fortalecimento da Câmara, mas mais uma vez o ator principal da nossa eleição foi o poder Judiciário e, por incrível que pareça, por decisão dos próprios políticos. Essa é uma decisão que vem enfraquecendo a nossa casa”, disse Maia. 
O cearense André Figueiredo (PDT), oposicionista ao Governo, criticou a subserviência do Legislativo ao Executivo. “Há dois caminhos a seguir nesta eleição: o primeiro, da subserviência, de a Câmara estar sempre atrelada ao Poder Executivo; o segundo, de abertura da Casa para a discussão de temas encaminhados não só pelo Executivo, como pela população brasileira e pelos próprios parlamentares”, disse.
Fonte: Cnews