quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Por que podemos comer carne de rã, mas não de sapo?

Porque sapos possuem glândulas de veneno e rãs não. Como essas glândulas ficam na pele, seria difícil retirá-las sem espalhar veneno para a carne. Mas não que seja uma grande lástima: a maior parte da carne consumida das rãs vem de suas patas posteriores, e os sapos têm pouca nesse lugar. O motivo é que as rãs se movimentam saltando e, por isso, têm a musculatura das patas bem desenvolvida, enquanto os sapos só dão saltos pequenos e têm pernas curtas. Com gosto semelhante ao frango, a carne de rã tem pouca gordura, bastante proteína e mais cálcio que o leite. O único problema é o preço, que costuma ser salgado. Mas vale lembrar que, no Brasil, é crime caçar esses animais nativos e só está liberado o consumo das rãs criadas em ranários.
Quem é quem
Sapos, rãs e pererecas são de famílias diferentes na ordem Anura
1) Rãs
Família:Ranidae
Pele: Lisa, úmida e, em sua maioria, não venenosa
Movimentação: Além de nadarem, dão longos saltos graças às pernas compridas
Onde vivem: Na terra, próximas à água
2) Pererecas
Família: Hylidae
Pele: Lisa
Movimentação: Escalam superfícies e são capazes de dar saltos longos
Onde vivem: Em árvores
3) Sapos
Família: Bufonidae
Pele: Espessa e rugosa, com glândulas de veneno
Movimentação: Apenas saltos curtos, pois as pernas são pouco desenvolvidas
Onde vivem: Na terra
Há espécies de pererecas, sapos e rãs também em outras famílias de anuros.
Fonte: Mundo Estranho