quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Cinto com explosivos é amarrado em criança durante assalto

Um garoto de 12 anos teve um cinto com explosivos amarrado a seu corpo por criminosos, na noite desta terça-feira (17). O fato aconteceu em um sítio localizado em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. Segundo informações, o grupo fez cerca de trinta reféns e chegou a mutilar o proprietário do local.
De acordo com relatos, cerca de oito homens entraram na propriedade por volta de 22 horas, e começaram a render funcionários que trabalhavam em empresas localizadas ao redor da casa principal do sítio, alvo principal dos criminosos.
Os reféns foram levados até o interior da residência e o grupo passou a perguntar a todos sobre a localização de um cofre, que o dono do imóvel negou existir.
A partir daí os criminosos passaram a mutilar o proprietário do local, que teve um dedo decepado, outro cortado e parte de uma orelha arrancada. Além da tortura física, os criminosos colocaram um cinto com explosivos em um garoto de 12 anos, filho do dono do local.
A situação, que durou cerca de três horas, foi denunciada à Polícia por um funcionário de uma empresa, que não foi pego pelos criminosos. Os policiais chegaram ao local, houve troca de tiros com os suspeitos, que entraram em um matagal próximo à propriedade. Um dos envolvidos acabou preso, mas os demais suspeitos conseguiram fugir.
O cinto com explosivos foi apreendido pelos policiais e, em seguida, o artefato foi detonado por uma equipe do esquadrão anti-bombas do Gate.
O homem detido foi levado para a Delegacia Metropolitana de Caucaia, onde foram realizados os procedimentos cabíveis. A Polícia continua o trabalho de investigação, a fim de capturar os demais envolvidos no crime.
Fonte: Cnews