sexta-feira, 19 de maio de 2017

Substituto de Temer durante o mandato tampão de 30 dias está entre Rodrigo e Eunício

A Constituição brasileira prevê que em caso de vacância do presidente da República o cargo seja assumido, primeiro, pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia. Se impedido, o seu imediato na linha sucessória é o presidente do Senado, Eunício Oliveira. E o terceiro a estar apto é a presidente do Supremo Tribunal Federal(STF), ministra Cármen Lúcia.

No caso específico de Temer, a Presidência será ocupada por Rodrigo Maia ou Eunício Oliveira. A ministra Cármen Lúcia é candidata a presidente interina com um mandato de um ano e sete meses. Esse é seu desejo.

Mesmo sendo o primeiro da fila, há um movimento para que Rodrigo Maia desista e a Presidência interina fique nas mãos do senador Eunício Oliveira.

Favorece Eunício o fato das duas investigações abertas contra ele pelo ministro Edson Fachin serem até a atual fase da apuração consideradas ” inconsistentes” para torná-lo réu ou adotar qualquer outra medida mais dura como punição. O quadro de Rodrigo Maia é mais grave pela proximidade com o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

Fonte: Ceará News 7