quarta-feira, 22 de março de 2017

Maior roubo da história do futebol? Principal jornal da Inglaterra lembra Atlético-MG x Flamengo de 1981

O polêmico embate entre Atlético-MG e Flamengo, pela Copa Libertadores de 1981, voltou a ser lembrado nesta quarta-feira (22), desta vez pelo maior jornal da Inglaterra. Em coluna semanal na qual responde perguntas de leitores, o jornal The Guardian reviveu a partida e chamou o clássico pela competição continental de "farsa".
Um leitor pediu ao jornal que fornecesse mais informaçãões sobre o jogo em que o Galo teve cinco expulsos. O Guardian, então, afirmou que o duelo foi "bizarro" e uma "farsa", e citou o livro Club Soccer 101, de Luke Dempsey, para dar mais detalhes sobre o clássico pela Libertadores.
"O árbitro José Roberto Wright lembra 'uma atmosfera muito pesada', embora ele indubitavelmente tenha contribuído para a farsa que estava prestes a ocorrer", diz a publicação - que não tem tradução em português - escolhida pelo jornal para explicar o episódio.
"O primeiro jogador do Atlético a receber o cartão vermelho, depois de apenas 20 minutos, foi Reinaldo, após um carrinho inócuo em Zico; minutos depois, Éder o seguiu no túnel, tendo acidentalmente trombado com o árbitro enquanto corria para cobrar uma falta. Éder, compreensivelmente, caiu de joelhos aterrorizado pelo cartão vermelho", completa.
"Houve uma invasão de campo do banco do Atlético, e na confusão mais dois jogadores foram expulsos, Palhinha e Chicão. A polícia então foi para o campo. Aos 37 minutos o quinto e último expulso do Atlético, agora o defensor Osmar Guarnelli. Com só seis jogadores no time do Atlético, Wright não tinha escolha - a partida foi abandonada. O juiz foi embora, de cabeça erguida e orgulhoso, e o Flamengo foi declarado vitorioso", encerra a citação de Dempsey.
Fonte: Yahoo Esportes