sábado, 4 de março de 2017

75% dos poços perfurados no Ceará têm 500 litros ou mais, diz Cogerh

Dos três mil poços construídos nos últimos dois anos, em pelo menos 75% deles o volume é igual ou superior a 500 litros d'água. A informação foi apresentada pelos geólogos Zulene Teixeira e Guilherme Almada, da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh), durante a reunião, nesta sexta-feira (3), do Grupo de Contingência, que acompanha as ações de convivência com a seca no Estado.
O governo autorizou a perfuração de poços tanto nas zonas urbanas como nas comunidades rurais. As obras estão garantindo que as cidades não entrem em colapso hídrico, mesmo com cinco anos consecutivos de seca.
“A necessidade de aporte de água, aliada à competência dos técnicos dos órgãos de recursos hídricos do Ceará fez com que tivéssemos esse resultado", afirmou o secretário dos Recursos Hídricos do Ceará, Francisco Teixeira.
Chuva e aporte 

Das das 7h de ontem às 7 horas desta sexta-feira, o Ceará registrou chuva em pelo menos 132 municípios, segundo monitoramento da Funceme. A maior precipitação foi no município de Tururu, na microrregião de Uruburetama, com 180 milímetros. Até agora, com as últimas chuvas no Estado, o aporte dos reservatórios somou 148 milhões de m³. As precipitações são mais intensas na região Noroeste do Ceará.

Os 153 açudes monitorados pela Cogerh, em parceria com o Departamento Nacional de Obras contra as secas (Dnocs), têm aproximadamente 1,2 bilhão de m³, o que representa 6,7% da capacidade total. “Qualquer aporte neste momento, em virtude da seca consecutiva, é importante, por isso que o Ceará continua executando as ações permanentes de convivência com a estiagem. Temos a perspectiva, inclusive de melhor o aporte nos meses de março e abril”, afirmou o presidente da Cogerh, João Lúcio Farias.
Fonte: G1