segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Prefeito de Senador Pompeu decreta Estado de Emergência e constata rombo de R$ 5 milhões

O prefeito de Senador Pompeu, Maurício Pinheiro, é mais um gestor cearense que decreta Estado de Emergência Financeira e Administrativa. O anúncio é do secretário de Finanças do Município, Sávio Pinheiro. Segundo ele, as dívidas deixadas pela administração anterior são volumosas:
R$ 1,3 milhão - Empréstimos consignados
R$ 1,8 milhão - Folha de pagamento
R$ 800 mil - INSS
R$ 450 mil - Coelce (Enel)
R$ 500 mil - Combustível

No total, os débitos somam R$ 5 milhões, sem contar os festos a pagar de fornecedores. O secretário informa ainda que a prioridade da atual gestão é o pagamento da folha.
EMPRÉSTIMOS NÃO REPASSADOS AOS BANCOS
Sávio Pinheiro denunciou ainda apropriação indevida das parcelas dos empréstimos consignados, não repassados aos bancos. Segundo ele, a gestão anterior utilizou o dinheiro que seria para o pagamento dos empréstimos feitos pelos funcionários.
Fonte: Ceará News 7