quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Chuva de 102mm é registrada na zona rural de Iguatu

Choveu forte no Centro Sul do Ceará na manhã desta terça-feira(17) na madrugada e nas primeiras horas do dia, a FUNCEME registrou as principais precipitações na região do Cariri, a maior delas  foi de a 100 mm em Várzea Alegre, 88 mm em Lavras da Mangabeira, e 77.6 mm em Milagres. Ao todo, 35* municípios registraram chuvas, de acordo com os dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos.
Mas populares que acompanham seus pluviometros instalados em várias localidades do Centro- Sul afirmaram que locais de Iguatu foram atingidos por grandes precipitações, Gilda do Sítio Bravo disse que no local choveu 102mm por volta das 08h30min.
Outra localidade que surpreendeu foi o Sítio Jenipapeiro, no Cedro onde foi registrado 112 mm de chuvas, declarou o Adilson Ferreira.
As chuvas são ocasionadas pela proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que provoca linhas de instabilidade em todos os municípios cearenses. Em paralelo, colabora para a formação das precipitações o chamado Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), que atua no Litoral Leste do Nordeste e favorece a chuva em regiões mais centrais do Ceará.
Os fenômenos, no entanto, não têm relação com a quadra chuvosa, entre os meses de fevereiro e maio. A Funceme divulgará, na manhã desta quarta-feira, 18, o prognóstico da quadra chuvosa.
O El Niño (aquecimento das águas do Pacífico), que poderia influenciar em mais um ano de estiagem, não se apresentou. O La Niña (resfriamento do Pacífico) está fraco e deve perder força até a quadra chuvosa.
Sem a influência desses do El Niño e La Niña, os meteorologistas precisam analisar o Atlântico, que também está indefinido e sempre foi historicamente mais imprevisível.
As outras cidades com os maiores volumes de chuva foram Ipaumirim (70.8 mm), Potengi (70 mm), Parambu (45 mm) e Jucás (42 mm).
Fonte: Iguatu.Net